Aviso prévio

Imagine só a seguinte cena. Dois lutadores de boxe, ou desse tal de UFC, que está mais na moda, entram no ringue. E fazem todas aquelas bobageiras que eles fazem antes de começar a luta. Param no meio do ringue. Fazem uma careta bem feia um para o outro. E depois, olhando bem nos olhos do adversário, começam a… falar para o outro o que é que eles pretendem fazer durante a luta! Tipos.

– Olha. Eu vou começar dando soquinhos de esquerda para te distrair. Quando você achar que eu só sei dar esses soquinhos, eu pego e te dou um murro de direita, que é o meu forte. E depois, quando você cair, eu tento o nocaute com um chute no seu fígado. Entendeu?

– Certo, entendi.  Bem, eu vou fazer diferente. Como eu gosto mais de lutar no chão, primeiro eu vou tentar passar uma rasteira em você. Se você cair, imediatamente eu pulo sobre você e começo a dar murros atrás da sua orelha, que é onde fica aquele líquido que dá equilíbrio para a gente, sabe?

– Sei. Mas e se eu não cair?

– Uma hora ou outra você cai. Eu estudei luta greco-romana a fundo, sou faixa preta de judô, fiz estágio na própria China com grandes mestres do Kung-Fu. Passei mais de dez anos desenvolvendo essa técnica de derrubar o outro. Não tem erro. Uma hora você cai.

– Hum, então não tem jeito, mesmo. Ô seu juiz! Pode vir aqui um instante?

– Pois não. Chegaram a alguma conclusão?

– Chegamos. O cara aí vai ganhar.

– Tem certeza?

– Tenho. Ele fez aí um monte de estudos na China e tudo o mais. Eu só sei dar uns soquinhos. Ele ganha. Sem sombra de dúvidas.

– Ambos concordam com isso?

– Hum, sim, concordo.

– Eu também.

Aí o juiz vai para o centro do ringue segurando as mãos de ambos os lutadores. Se aproxima do microfone. Levanta a mão do cara do Kung-Fu. E DECLARA:

– E O GRANDE VENCEDOR DESSA NOITE ÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ… JOHN “THE DRAGON” BLACK!!!

Tudo bem, caríssimo leitor. Eu também sei que nunca na vida ia acontecer uma coisa dessas. Afinal, o grande lance da UFC são as porradas, o olho roxo, o sangue e tudo o mais. Mas foi mais ou menos isso que aconteceu lá no Rio de Janeiro, nessa tal de “ocupação” da Rocinha.

Avisaram há pelo menos uns quinze dias que nesse final de semana a Marinha, o BOPE, a polícia e mais um monte de gente ia entrar lá e retomar o território ocupado pelos traficantes. Com cobertura da Globo e tudo o mais. E entraram mesmo, sem disparar um tiro sequer. Uma grande vitória sobre a bandidagem, sem sombra de dúvida.

Mas que foi meio frustrante, isso foi.

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: