Ciborgues

A questão é que o ser humano já vem se transformando numa mistura de máquina com carne há muito tempo. Por exemplo, quando o homem espetou um pedaço de pau mais pontudo contra um bicho, ou até mesmo contra um cara lá que ele não gostava, você acha que ele foi o mesmo depois disso? Pois não foi. A partir daquele momento, ele passou a andar para lá e para cá sempre com sua lança debaixo do braço, porque ele descobriu que a simples posse daquela ferramenta, além de melhor sua qualidade de vida, fazia com que ele fizesse o maior sucesso entre a mulherada da época.

Ou a roda. Tudo bem, a gente ainda anda um bocado. Mas na maioria dos dias, a gente usa muito mais as rodas do carro do que os próprios pés. A roda tornou-se uma extensão tão natural de nossos pés que a gente nem pensa mais na coisa. A gente marca uma reunião de trabalho para daqui uma hora, sendo que o local da reunião está a mais de cem quilômetros – distância absolutamente impossível de cobrir se ainda contássemos apenas com nossos pés. Mas a gente nem pensa nisso na hora de marcar a reunião. A roda do carro já é parte da gente, sem a gente nem perceber.

E isso com mais um monte de coisa. Quanta gente que você conhece que tem um marcapasso incrustado no coração? Pois um marcapasso é uma maquininha de titânio, dotado de pilhas recarregáveis, que de tempos em tempos solta um impulso elétrico no coração do cara, sem o qual ele morre. Morre, entende? E aquele atleta sul africano que, depois de amputar ambas as pernas, colocou próteses de fibra de carbono e atingiu a marca que o qualifica para as Olimpíadas de 2012, em Londres? E quando a gente telefona para a telefônica e quem atende é um computador, dizendo para a gente teclar o dígito 1 se quer uma coisa, o dígito 2 se quer outra coisa? E agora, que uns cientistas da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, inventaram um programa de computador que produz notícias analisando dados disponíveis na internet? Um jornalista robô, veja você, um jornalista robô! Quer dizer, a gente tem que se manter atualizado, senão a gente acaba desempregado e…

– Tudo bem, eu entendo, querido. Mas você já tem dois iMac Pro, um MacBook Air, um iPod Touch, dois iPhone, pra quê diabos você precisa desse tal de iPad?

– Porque… porque… porque eu preciso, oras!

– Precisa uma pinóia! Primeiro você compra uma geladeira nova que depois a gente conversa, tá?

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: