Nós vamos invadir o seu site

O mundo está em polvorosa. E, dessa vez, não se trata da eminência de uma guerra nuclear, ou de ataques de homens-bomba, e muito menos de alguma nova gripe surgida nos confins da Ásia. Trata-se de ataques hackers a sites de empresas e governos, nos quais os novos “terroristas” vão buscar dados, informações ou o que encontrarem por lá.

Para você ver como o negócio é sério, até o site do Senado norte-americano foi hackeado, uma falha de segurança constrangedora para uma das mais importantes instituições do ocidente. Mas não ficou só por aí. O tão temido Fundo Monetário Internacional, o conhecido FMI, que mandou e desmandou num monte de país, incluindo aí o Brasil, também foi atingido, assim como a Lockheed Martin, uma das mais importantes fabricantes de produtos aeroespaciais, o Citigroup, talvez o banco mais rico do mundo, e até mesmo uma das empresas que mais deveriam entender do assunto, o Google, foi invadido por supostos espiões chineses. E ainda teve muitas outras, entre as quais podemos citar a Diretoria de Telecomunicações da Turquia, o Governo da Malásia, a conhecida emissora de TV Fox, e as megaempresas de jogos eletrônicos Sega, Nintendo e Sony, essa última, inclusive, tendo que deixar seus jogos um mês e meio fora da internet.

Neste momento mesmo, estão acontecendo reuniões no mundo todo, em busca de uma solução para o problema, e já tem até gente achando que o melhor é voltar a fazer como antigamente, mantendo seus documentos só no papel que, em caso de perigo, pelo menos podem ser queimados sem deixar rastros.

Tudo bem. Esse é mesmo um grande problema, que deve ser estudado e combatido devidamente. Mas o que eu tenho me perguntado desde que esse bafafá todo começou é que eu não sei do que é que esse povo tem tanto medo. Por que, que eles têm medo que a gente descubra alguma coisa errada lá no site deles, disso não resta a menor dúvida. Senão eles não gastariam tudo o que estão gastando para manter seus documentos mais seguros.

Nas minhas contas, por exemplo, esses hackers aí podem entrar na hora que bem entenderem. O máximo que vão descobrir é que eu pedi recentemente um CD do Caetano Veloso pelo site Submarino, e que estou atrasado com uma ou duas prestações de uma TV 32 polegadas que eu comprei nas Casas Bahia.

Se quiserem divulgar isso para o mundo, estejam à vontade. Estou pouco me lixando.

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: