Tem terno com decote?

O médico tinha avisado. Com esses remédios, e o lance da doença em si, meus hormônios estão meio bagunçados e não sabem direito o que fazem. Uma das coisas comuns em pacientes no meu estado é um certo inchaço nas mamas que, se não ficam assim, parecidas com a de uma estrela pornô, também não ficam devendo nada para essas modelos anorexas que a gente encontra desfilando por aí. Mas, tirando uma ou outra dorzinha quando dou um esbarrão (minha mulher e minha filha disseram que isso era normal), eu até que estou me acostumando bem à situação de ter seios.

Para falar a verdade, tem hora que até é gostoso. Por exemplo. Uma das melhores lembranças que eu tenho do meu tempo de criança é de quando eu me machucava jogando bola, ou então quando eu pegava uma gripinha mais forte, e minha mãe me dava uns remédios e me aconchegava no seu colo, com minha cabecinha de nenê fazendo dos seios dela uma espécie de almofada. Ficar assim, juntinho da minha mãe, ouvindo sua respiração, foi o máximo que eu consegui me aproximar até hoje do pleno relaxamento e da paz espiritual.

Então, hoje em dia, quando eu estou me sentindo meio sozinho, ou meio deprimido, o que eu tenho feito é baixar minha cabeça até encostar o máximo possível nos meus próprios seios, tentando resgatar aquela plenitude que só encontrei no colo da minha mãe. Um homem com seios tem seu próprio colo, entende? Sempre ali, à disposição.

Mas é claro que nem tudo é um mar de rosas. Outro dia desses, me peguei em frente à vitrine de uma loja de lingerie  dando uma olhada em alguns modelos de sutiã, que o pessoal havia colocado naqueles manequins. A moça da loja, muito solícita, veio ver se podia ajudar, e eu apontei uma das peças, e perguntei se tinha números menores que aquele que estava ali, exposto. Aí a moça me perguntou.

– O senhor pretende dar o sutiã para uma garota de mais ou menos quantos anos?

– Não, não vou dar para ninguém. É para mim mesmo.

Quando ela disse que ia chamar a polícia, eu fui embora. Na próxima vez, vou pedir para minha filha comprar. Acho que já estou mais ou menos com número dela, mesmo.

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: