O que é importante nessa vida?

Como já dizia o velho e sábio Einstein, tudo é relativo. Especialmente a importância das coisas. Para saber se uma coisa é mesmo importante, precisa saber quantos anos o sujeito tem, onde ele está, em que circunstâncias. Afinal, um monte de coisas.

Exemplo bom é o dinheiro. Sempre quando eu penso na importância que certas pessoas dão ao dinheiro, eu me lembro de um filme de pirata que eu assisti uma vez, de um capitão que passa o filme inteiro matando um monte de gente, inclusive a mulher que ele amava e seus melhores amigos, por causa de um tesouro perdido. Não vou entrar aqui em pormenores, até mesmo porque não lembro nem do nome do filme, mas eu sei que, chega no fim, o tal do capitão pirata acaba encontrando seu tesouro enterrado numa ilha deserta. São milhares e milhares de dobrões de ouro, muitas jóias e tudo o mais, mas ele não pode fazer nada com aquilo porque um dos piratas tinha explodido o seu navio, deixando o capitão sem água, sem comida, perdido naquele fim de mundo. Quer dizer, dependendo das circunstâncias, nem mesmo a maior fortuna do mundo tem importância frente a um simples copo de água.

Se a gente for pensar em termos de tempo então, vai perceber o tanto que as coisas mudam conforme a idade da gente. Eu me lembro de uma fase da minha vida que não existia nada no mundo mais importante que um tênis All Star. Lembra do tênis All Star? Hoje em dia, no meio de tantos Adidas, Nike’s e tudo o mais, o All Star se perdeu no meio da multidão. Mas, no meu tempo de moleque, All Star era “O” tênis. Eu daria tudo para usar um All Star nas minhas aulas de Educação Física, em vez daquele “kichute” que eu tinha ganhado da minha avó. Quem diria que, pouco tempo depois, nem tênis eu usaria mais, com meu armário de sapatos se resumindo por muitos anos a um chinelo de dedo, um sapato social e um mocassim para usar com a bermuda no final de semana.

Agora, hoje em dia, a coisa desandou de vez. Para falar a verdade, ultimamente, a coisa mais importante para mim é conseguir ir no banheiro sem precisar tomar um laxante…

– Mas isso vem acontecendo faz tempo?

– Até que não, doutor, mas de uns meses para cá, tá cada dia mais difícil, viu…

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: