Vá plantar batatas!

Você sabia que a batata já era consumida na região dos Andes há mais de 8 mil anos? Inclusive, entre os incas, a batata era praticamente sagrada. Só que aconteceu uma coisa engraçada. Quando os espanhóis passaram por aqui destruindo tudo, inclusive a civilização dos incas, resolveram levar umas batatas para serem plantadas na Europa. Mas, quando eles chegaram lá, todo mundo achou que aquela planta devia ter alguma coisa errada, já que aquela indiaiada da América do Sul gostava tanto dela. Dessa maneira, o delicioso tubérculo foi acusado pelos médicos da época de propagar tuberculose e raquitismo, e a Santa Inquisição chegou a pregar que a batata dava às bruxas o poder de voar. A imagem da batata era tão ruim que a primeira edição da Enciclopédia Britânica, de 1768, se referia a ela como um “alimento desmoralizador”.

Por causa dessas coisas, a batata só chegou à mesa do europeu comum por volta do século XVII, através de uma estratégia criada pelo agrônomo francês Antonie Augustin Parmentier. Como o povo ainda relutava em aceitar a batata como alimento, Parmentier transportava a batata sob forte escolta, dizendo que aquilo era comida só para os reis, rainhas, príncipes e princesas, o que despertou grande curiosidade no povo, que logo se interessou em experimentar o “fruto proibido” e espalhou a novidade.

Atualmente, a batata é o 4º alimento mais consumido no mundo, só ficando atrás do arroz, do trigo e do milho. Para variar, a China é a principal produtora de batatas no mundo, concentrando mais de um quinto da produção mundial.

No entanto, nos últimos anos, tem um monte de gente dizendo que as batatas, especificamente as fritas, são um verdadeiro pesadelo nutricional. Como as batatas são fritas em óleo vegetal, que é reutilizado inúmeras vezes, ela aumenta exponencialmente a concentração de gorduras trans, o tipo mais perigoso para a saúde. Além disso, segundo estudos feitos por pesquisadores da Universidade de Munique, na Alemanha, tanto as batatas fritas industrializadas como as feitas em casa podem conter uma substância chamada glicidamina, que é altamente cancerígena. Quer dizer. Quase quatrocentos anos depois, a batata voltou a ser vista como altamente venenosa, responsável por sei lá que número de doenças e mortes. E dizer que a Santa Inquisição é que estava com a razão, hem, mãe?

– Cala essa boca e come aí, moleque. E vê se pára de falar bobagem.

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: