Me engana que eu gosto

Se tem uma coisa que me faz ter pena da espécie humana é o efeito placebo.

Para quem não sabe, efeito placebo é quando dão uma substância sem nenhuma propriedade farmacológica a uma pessoa, como se a coisa fosse um remédio. E a pessoa… se cura!

É mais ou menos assim. Um cara está com dor de cabeça. Você pega e diz para ele que comprou na farmácia um remédio muito bom. Só que, em vez de remédio, você dá para ele uma simples bolinha de açúcar. E a dor de cabeça passa assim mesmo.

O efeito placebo é um treco poderoso e incrivelmente real. Pesquisadores do University Medical Centre, em Hamburgo, por exemplo, fizeram uns testes. Eles queriam saber se o efeito placebo influenciava a dor física. Eles usaram calor para causar dor em braços de voluntários. Para alguns deles, os cientistas deram um placebo de açúcar, dizendo que aquilo era um medicamento anti-dor. Para outros, eles não deram nada. Em seguida, utilizaram ressonância magnética para avaliar a espinha dorsal de todas as “cobaias”. O resultado? Os receptores de dor tinham REALMENTE ficado menos ativos naqueles que achavam que tinham tomado um medicamento, provando que não só as pessoas acreditavam como FISICAMENTE estavam MESMO sentindo menos dor.

Segundo o Dr. PhD Ernest Lawrence Rossi, um renomado neurologista norte-americano, ele já viu até casos de tumores “do tamanho de uma laranja” desaparecerem completamente após a aplicação de uma terapia composta unicamente de placebos.

O triste da coisa é ter consciência de que o nosso cérebro tem condições de produzir, sozinho, reações que normalmente só deviam acontecer com o uso de drogas poderosíssimas – mas que, infelizmente, para que isso ocorra, há a necessidade de sermos ENGANADOS. É, porque, se você pensar bem, o placebo é um jeito de enganar a gente mesmo, dizendo para nosso cérebro que tudo vai ficar bem, embora ninguém tenha tomado nenhuma providência de verdade para que isso de fato acontecesse.

É mais ou menos como uma eleição. No fundo, no fundo, todo mundo sabe que nenhum desses candidatos aí está pensando, de verdade, em melhorar a vida de ninguém, além da deles mesmos, e que esse papo de eleições só serve mesmo para amansar a população, dando-lhe a ilusão de estar no comando do seu país e de seu destino.

Mas a gente vai lá e vota assim mesmo. E nos sentimos melhor com isso.

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: