Segura esse menino aí!

As crianças devem ser mais estudadas. Tipos, não apenas por psicólogos, educadores e caras assim. Deveriam ser estudadas por físicos, químicos, e pessoas mais envolvidas com o desenvolvimento de motores, como os engenheiros mecânicos. Porque, dentro das crianças, sabe-se lá onde, muito provavelmente está guardado um segredo que a humanidade vem buscando há milhares de anos. O segredo do… moto perpétuo!

A idéia do moto-perpétuo é a seguinte: uma máquina que funcione acelerando infinitamente, girando, pulando, correndo ou voando, sem a necessidade de ser abastecida de qualquer combustível. Parece impossível? Bem, os físicos também acham. Mas isso porque eles passam a vida observando as coisas que acontecem lá longe, nas estrelas, e não olham para o que acontece dentro de suas próprias casas, com seus próprios filhos.

Porque simplesmente não dá para acreditar que, com apenas uma mamadeira pela manhã e uma maçã raspadinha na hora do almoço, uma criança de dois anos e meio tenha tanta energia. Seria mais ou menos como comparar uma Ferrari abastecida com apenas um litro de gasolina atravessando o Brasil inteiro, de ponta a ponta, através de buracos, poças de água, barro, balanços e escorregadores a uma velocidade média de 320 km por hora.

Tudo bem. Também não chega a ser um moto perpétuo. Mas é quase. Ainda mais quando o serzinho de que estamos falando é o nosso neto, e não o nosso filho. Quando a gente é pai, a gente até que consegue acompanhar o ritmo dos bichinhos pelo menos metade do tempo, sendo que a outra metade é acompanhada pela mãe. Mas, quando a gente é avô, se a criança começa a correr, não tem quem segure, ou alcance.

A criança é um misto de fôlego e velocidade que chega a dimensões difíceis de avaliar. Se um atleta olímpico tivesse metade desses quesitos, seria imbatível tanto na Maratona quanto nos 50 metros rasos, feito que jamais nenhum atleta conseguiu ou conseguirá realizar. Porque os atletas olímpicos são especialistas. Os mais resistentes, arriscam a Maratona. Os mais rápidos, os 50 metros. Não dá para ser os dois ao mesmo tempo. Mas as crianças são.

As crianças são resistentes, ágeis, velozes, e isso sem contar sua incrível pontaria com bolinhas de gude que, invariavelmente, acertam bem na tela da televisão ou na nossa testa. Ultimamente eu tenho pensado muito a respeito, e nada me tira da cabeça que lá, bem dentro do coraçãozinho das crianças, existe um segredo poderoso, capaz de transformar a vida sobre a Terra. Talvez uma máquina, talvez uma reação química, sei lá.

Eu só temo que esse segredo caia nas mãos dos militares. Já imaginou que tipo de soldado, ou arma, não poderia sair daí? Seria o fim do mundo, rapaz. O fim do mundo!

Uma resposta

  1. Criança é fogo… outro dia eu brincava de jogo de tabuleiro com meu sobrinho, e ele ficou tão envolvido com a partida que subiu na mesa.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: