Sabe o que você faz com essa vuvuzela?

Sabe como é o nome dessas cornetas que os torcedores sul-africanos tocam nos estádios de futebol? Pois elas são chamadas de “vuvuzelas”. Mas, a partir dessa sexta-feira, muito provavelmente eu as chamarei de um monte de outras coisas também.

Porque, se as outras Copas do Mundo já foram um inferno em termos de poluição visual, essa Copa promete encher de lixo também os nossos tímpanos. Além dos cartazes, outdoors, faixas, bandeirolas e propagandas de TV cheias de camisetas e bandeiras verde-amarelas, ainda vamos ter de aguentar os rojões, os gritos histéricos do Galvão Bueno, os carros tocando buzina de madrugada e… aquelas malditas cornetas fazendo PÓWÓWÓWÓWÓWÓW nos nossos ouvidos.

Olha, eu não vou mentir aqui para vocês. Eu também torço pela Seleção. Eu reclamo, falo que não gosto de futebol, que o futebol é o ópio do povo, que os pais deviam dar mais atenção para suas famílias em vez de passar os domingos assistindo jogos pela televisão. Mas, na hora do “vamo vê”, eu estou ali, que nem todo mundo, na frente da TV, roendo as unhas e xingando o Dunga a cada jogo da Seleção. Mas entre isso e se pintar de verde e amarelo e começar a tocar uma corneta maluca no ouvido dos outros existe uma enorme diferença. Vamos ser sinceros. Não existe a menor necessidade disso. Os jogos, por si só, já são bastante emocionantes sem essa barulheira toda. Para ser sincero, eu acho que é no silêncio que a gente se emociona mais. Vejam vocês as igrejas.

Nas igrejas, antigamente, reinava um silêncio absoluto, que nos trazia lágrimas aos olhos. Era um silêncio, digamos, quase “divino”. Ou que, pelo menos, nos passava essa impressão de divindade. Agora, depois que começaram com aquelas cantorias, palmas, solos de guitarra, pandeiros e tudo o mais, a coisa virou um deus nos acuda. Acabou a emoção, entende? Eu, pelo menos, não fico mais emocionado como ficava. Agora, imagina só se a moda pega e o povo começar a tocar aquelas “vuvuzelas” nas igrejas. Pois é isso que eu estou falando. Não precisa desse barulho todo. Dá muito bem para se emocionar e torcer pela seleção, se não em silêncio, pelo menos sem esse escândalo todo dessas cornetas malucas e…

– Querido, faz a vontade do seu neto e compra logo essa corneta, vai…

– Tudo bem, tudo bem. Eu compro. Mas quero só ver você reclamar quando ele começar a tocar a corneta na hora da novela, tá?

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: