Eu nunca imaginava que um dia ia ver uma coisa dessas

Eu nunca imaginava que, um dia, ia ler a notícia de que alguém descobriu a cura do câncer ou algo parecido. O câncer, para a minha geração, era uma coisa invencível. Uma espécie de castigo dos deuses. Aliás, quando eu era pequeno, o câncer nem era chamado de câncer. Ele era chamada de “aquela doença”. E em sussurros. Eu acho que as pessoas tinham tanto medo de câncer que achavam que pegava só de falar “câncer” em voz alta. No entanto, estava lá, essa semana, na primeira página da “Folha”, para quem quisesse ver. “Cientistas matam células do câncer por meio de envelhecimento. Uma droga experimental contra o câncer, chamada de MLN4924 – já na primeira fase de experimento clínico em humanos – tem o poder de desencadear um processo de envelhecimento só das células cancerígenas, e elas são impedidas irreversivelmente de crescer”. Em outras palavras. Descobriram a cura para o câncer. Ou quase. E nem houve nenhum bafafá a respeito. Eu, pelo menos, só consegui achar a notícia no jornal e na internet , e quando comentei com o pessoal do escritório, ninguém nem estava sabendo de nada.

Eu fico com a impressão de que, ultimamente, a gente tem visto tanta coisa nova, tanta descoberta, tantas invenções, que estamos ficando meio insensíveis a tudo. A gente já não liga a mínima para absolutamente nada. Nem para pequenos milagres.

Veja você, por exemplo, o celular. Você pode se comunicar com quem você quiser, seja onde você ou a pessoa estiver, na hora que bem entender e, se marcar, até com imagens ao vivo e em cores. E mais milagroso ainda é que um aparelho com tamanha capacidade caiba em seu bolso, seja pelo tamanho, seja pelo preço. E alguém percebe isso? Pois ninguém percebe. As pessoas reclamam muito do celular quando ele NÃO funciona, mas o milagre mesmo é ele funcionar do jeito que ele funciona, entende?

E a internet, então? Você lembra o trabalho que dava quando a gente encanava com o nome DAQUELE ator, que trabalhou NAQUELE filme, e aí a gente não conseguia lembrar nem o nome dele, nem o nome do filme e ficava ali, dias e dias, até encontrar alguma coisa num jornal ou numa revista? Pois hoje é só entrar no google e pronto. Descobrimos tudo sobre o artista, que trabalhos ele já fez, e ainda assistimos um trecho do tal filme no youtube. Se marcar, descobrimos até que ele teve um caso com o diretor para conseguir o papel. Com fotos, câmeras escondidas e tudo o mais.

É ou não um verdadeiro milagre?

3 Respostas

  1. Ninugém percebe porque não foi anunciado como O Milagre da Cura do Câncer. Nós sabemos que muita notícia passa desapercebida porque foi veiculada propositalmente em tom brando, já em outros casos, por exemplo o da menina Isabel, toma conta da mídia por meses e parece que o mundo vai acabar logo depois.

    • tem razão… a impressão que dá é que ninguém mais presta atenção em nada se não houver uma puta propaganda em cima… parece que tudo tem que virar show… esse mundo tá parecendo, cada dia mais, uma imensa propaganda do maquidonald… abraços
      artur

      • Você acredita em milagre agora? Há pouco tempo estava dando pontapé em criancinhas inocentes…🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: