Elogio ao Político

Falar mal de político é fácil. Qualquer Zé Mané ali na esquina consegue. Afinal, ele tem a platéia inteira a seu favor. Agora, eu quero ver é aparecer alguém com coragem de defender a classe política. Tirando os advogados, é claro.  Porque, se você pensar bem, ser político não é fácil. Ainda mais se você for razoavelmente honesto. É, porque, entre os milhares de políticos profissionais, tem que existir um ou outro que é honesto. Até mesmo por uma questão de estatística.  E esses aí devem sofrer um bocado. Inclusive na própria família. Já imaginou você ser filho de um deputado, naqueles dias que descobriram aquele rolo todo do mensalão? Até você explicar que o seu pai não tinha nada a ver com isso, que ele não tinha recebido propina nenhuma, e nem era do PT, você já tinha virado alvo de azucrinações de tudo quanto é tipo – E esse tênis novo aí, foi o José Dirceu que deu? – Dez em matemática, ninguém tira dez em matemática, seu pai deve molhado a mão de uns professores aí, não molhou? – e tantas outras.

E época de eleição então, que a gente pode até achar que é a época que político mais gosta, deve ser é um verdadeiro inferno. Porque, pensa bem aqui comigo. Se você, como político, fizer alguma coisa boa, tipos, inaugurar uma escola pública moderna, com professores capacitados, salas informatizadas e tudo o mais, sempre vai aparecer alguém dizendo que você está querendo é se reeleger. Não adianta você fazer aquela obra que todo mundo estava esperando, tipos, duplicar a rodovia Euclides da Cunha, ou criar um novo Posto de Atendimento à Saúde que dá de dez em muito hospital particular. Isso sempre vai soar como se o político tivesse feito aquilo só porque as eleições estão aí e ele precisa mostrar serviço. E vai o político não fazer nada então. Aí é que todo mundo cai de pau, dizendo que se ele não fez nada em quatro anos, vai querer se reeleger para quê? Olha aí os outros, inaugurando uma obra atrás da outra, pelo menos eles estão tentando melhorar alguma coisa nesse país. Quer dizer, em época de eleição, não tem escapatória. Fazendo ou não fazendo, o político é sempre um safado sem vergonha, o que não é bem a verdade… A verdade é que o político é um incompreendido e…

– Querido?

– Hã?

– Você não está querendo se candidatar outra vez, está?

– Eu? Não, que é isso, eu só estava conversando, oras. Não se pode mais conversar nessa casa?

Uma resposta

  1. Político também é ser humano, uai!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: