Quem tem coragem de prender a Ivete Sangalo?

O problema do carnaval é que a gente se sente obrigado a ficar feliz. Então, minha encanação não é com o carnaval em si, mas com esse lance da obrigação. Eu nunca gostei de ser obrigado a nada. Para falar a verdade, a maioria das coisas que tentaram me obrigar a fazer, eu não fiz. Estudar antes das provas, entrar numa universidade federal, fazer exercícios. Não fiz e pronto.

Veja bem. Eu até que gosto de estudar, por exemplo. Eu leio bem mais do que a maioria das pessoas que eu conheço. E, quanto aos exercícios, eu não vou mentir que a gente não se sente mesmo um pouco melhor fazendo algum tipo de exercício todo dia. Mas, a partir do momento que isso virou uma obrigação, eu não quis mais fazer. De birra mesmo, entende?

E eu tenho esse mesmo negócio com a praia também. Porque diabos todo mundo tem que gostar de praia? Vá lá, eu até achava o mar muito bonito, tranquilo e tudo o mais. Mas, com o passar do tempo, passei a odiar a praia. Nas férias, se a gente não vai para a praia, é porque estamos duros. Pelo menos é isso que todo mundo fala. Mas eu não vou para a praia porque parece que a gente é obrigado a ir para a praia. E aí eu não vou.

E tem, como estávamos dizendo no início, o carnaval. No carnaval, a gente é forçado a ser feliz. Tem que entrar na folia. Pegar no ganzê. Pegar no ganzá. Ouvir Axé. Dançar e pular. Quer dizer, somos praticamente obrigados a nos tornar uns perfeitos idiotas.

Para você ver como esse negócio de ser feliz é uma coisa totalmente fora de sentido, outro dia desses, um lote de trigo estragado fez um monte de gente rir sem parar no Sudão. É verdade. Segundo a “Folha de S.Paulo”, mais de 100 pessoas começaram a rir de forma histérica depois de terem consumido trigo contaminado. Após o incidente, as autoridades locais formaram uma comissão investigadora para saber como os grãos chegaram à região e apreenderam grandes quantidades de trigo. Quer dizer, se rir à toa fosse normal, o Sudão, que não é o país mais rico do mundo, poderia ganhar muito dinheiro com esse trigo estragado. Mas não. Os sudaneses, ou seja lá como se chamam os caras que nascem no Sudão, estão atrás dos CULPADOS e, se encontrá-los, muito provavelmente vão prender os caras por uns bons anos.

E aqui? Alguém tem coragem de prender a Ivete Sangalo?

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: