Quem que ter um caso com a mulher do Hugo Chávez?

Eu não sei se você já ouviu falar desse rolo que está acontecendo entre o Google e a China. Tudo bem. Você pode achar que não tem nada com isso, porque você está mais preocupado com o buraco que apareceu na frente da sua casa depois da última chuva. Mas, hoje em dia, parece que até nessas brigas do outro lado do mundo acaba sobrando é para a gente mesmo.

Veja só você o que está acontecendo. Acontece que o Google descobriu que uns caras conseguiram entrar nos seus servidores e ler os e-mails de alguns dissidentes do governo chinês. O governo chinês disse que se sentia no direito de fazer isso. Os Estados Unidos entraram na briga, dizendo que o governo chinês estava violando as liberdades individuais dos seus cidadãos e todas essas coisas que os Estados Unidos gostam de proclamar pelo mundo. E é aí que a coisa pega. Os chineses responderam aos americanos com uma simples frase:

“Oras, todos os países fazem isso, a gente está fazendo exatamente o que os Estados Unidos fazem quando desconfiam que alguém é terrorista”. Ok, ok, a frase era em chinês, mas eles queriam dizer mais ou menos isso aí mesmo que eu escrevi.

Bem, os Estados Unidos, até agora, não responderam decentemente a essa acusação, o que, de certa forma, dá a entender que realmente todos os países do mundo monitoram os nossos e-mails, os nossos orkuts, os nossos messengers, os nossos skypes, os nossos celulares e tudo o mais. E é aí que entramos você, eu, a minha tia Concheta, e até o meu netinho que já tem até um blog, precisa ver que gracinha. Se o governo pode entrar no meu e-mail na hora que lhe der na telha, eles sabem coisas de mim que eu não sei bem se eu queria que eles soubessem.

Não é o caso, evidentemente, mas vamos supor que eu estivesse tendo uma aventura extra-conjugal com a dona Marisa, a nossa calada primeira-dama, e que nós dois trocássemos periodicamente e-mails e torpedinhos amorosos. Isso quer dizer que, de uma hora para outra, a polícia federal poderia baixar aqui em casa e me prender por desacato à autoridade, ou até me acusando de insanidade para me internarem num sanatório de doentes mentais, o que, aliás, seria muito mais coerente. Você pode dizer “Mas aí você está exagerando”. Bem, é claro que eu estou exagerando. Só que na China isso já está acontecendo. Vai alguém tentar ter um caso com a primeira dama chinesa, ou seja lá como eles chamam a mulher do presidente por lá. Ou então com a mulher do Hugo Chávez. Vai ter um caso com a mulher do Hugo Chávez para você ver só uma coisa.

E o Hugo Chávez está aqui, ó, bem do ladinho da gente.

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: