O Lula falou merda

Foi realmente de encher os ouvidos. Eu ali, assistindo o “Jornal Nacional”, e de repente me aparece o Lula, num daqueles seus discursos inflamados, dizendo que queria tirar o brasileiro da MERDA. Não sei se foi impressão minha, mas até os apresentadores do mais tradicional telejornal brasileiro me pareceram ficar meio vermelhos ao ouvir a fala do nosso desbocado presidente da república.

Pois, nesse caso específico, eu estou ao lado do Lula e não abro. Eu não sei bem como é na casa de vocês mas, na minha, MERDA nem pode mais ser considerado um palavrão. A definição de “palavrão”, para mim, é a de uma expressão usada para ofender alguém, geralmente de conotação racista ou sexual. Mas me fala aí quem é que você está ofendendo quando diz a palavra MERDA? Pois eu te respondo: ninguém. A gente usa a palavra MERDA em momentos de tensão, só para dar uma relaxada. Os mais idosos é que encanaram que MERDA era palavrão, e passaram a repreender severamente seus descendentes com ameaças de lavar a boca deles com sabão e coisas do gênero. E esse negócio dos mais velhos acabou se estendendo para toda a imprensa brasileira. Quantas vezes você já não viu, por exemplo, no meio de uma reportagem numa revista ou num jornal, uma ridícula letra M seguida de três pontinhos?

Oras, vamos deixar de hipocrisias. Hoje em dia, MERDA é uma palavra usada por todo mundo, dita em alto e bom som por e para crianças, jovens, adultos e vovós, desde na mesa do almoço ao se comentar sobre o trabalho, até na cadeira de balanço quando se erra um ponto do crochê. MERDA é, praticamente, uma instituição nacional, assim como SHIT o é para os americanos.

Acontece que os americanos, em qualquer filminho, desses mesmo, para crianças, usam o seu SHIT desavergonhadamente há muitos anos, e ninguém nem liga. Já, nós, que achamos que somos todos liberais com nossas garotas-frutas rebolando em fios dentais para as câmeras de TV, não ousamos colocar a palavra MERDA nem nas novelas que tem como cenário um boteco de bairro. Tudo bem. Então tente se lembrar só de uma vez que você entrou num boteco e não ouviu a palavra MERDA dita em voz alta por um dos frequentadores ou até mesmo pelo dono do bar? No Brasil, todo mundo fala MERDA.

Nada mais justo que termos um presidente que fala MERDA também.

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: